O ELEGANTE GATO SOMALI

É dos Estados Unidos, Canadá e Austrália que começam a surgir relatos de criadores de gatos abissínios, que por vezes nas suas ninhadas viam aparecer gatinhos de pêlo semi-longo.

Em 1963, durante uma exposição no Canadá, o juíz Ken McGill observou e manuseou um desses gatinhos de pêlo semi-longo quase por brincadeira... só que Ken ficou de tal modo fascinado com aquele espetacular gato que pediu à criadora um, para começar a fazer criação!

É com ele que surge a linha mais antiga de Somalis no Canadá.

Quase na mesma altura, nos Estados Unidos, a criadora Evelyn Mague, começava também a selecionar e a criar aqueles gatos lindíssimos de pêlo-semilongo. Evelyn lutou pelo reconhecimento desta nova raça e foi-lhe concedida a honra de escolher o nome para ela. Evelyn, fê-lo com certo humor e deu o nome de “Somali ” à nova raça tendo em mente o país Somalia vizinho da antiga Abissínia.

Em 1972 foi criada a primeira Associação de Somalis nos Estados Unidos e a raça foi oficialmente reconhecida em 1978 pelo C.F.A (The Cat Fanciers’ Association) e em 1981 pela F.I.F.e (Fédération Internationale Féline).

As duas cores mais comuns são o Ruddy (lebre) e o Sorrel (canela), mas existem também as cores Blue, Fawn e mais recentemente os Silver.

De porte aristocrático estes gatos irradiam uma aura de elegância à qual é impossível passar despercebido...

Corpo esbelto, orelhas afitadas, olhos amêndoados cor-de-esmeralda ou cor-de-ouro, atentos a tudo, rosto sabiamente "pintado", pêlo semi-longo deliciosamente sedoso e brilhante, uma escala diferencialmente rica de miados, uma inteligência fantástica, uma memória impressionante, um temperamento amoroso, uma curiosidade quase sem limites e sempre desejosos de participar em todas as atividades da família... estes atributos conferem aos SOMALIS o estatuto de excelentes gatos de companhia. Com eles não se precisa de televisão... caçadores e trepadores exímios deliciam-nos com as suas brincadeiras e a sua inteligência, de modo que o melhor filme empalidece frente à diversidade de suspense, emoção, ternura e ação que estes gatos nos oferecem. Mais divertido é no entanto a interação com eles: desde jogar às escondidas, fazer corridas, participar em saltos em altura... até às horas calmas de meiguices, abraços, ronrons de satisfação, torrinhas de reconhecimento e adormecimento ao colo ou na cama dos donos. Com um temperamento tão multifacetado, não há quem resista .... entram imediatamente no coração de todas as pessoas que têm o previlégio de lidar com eles... e nunca mais de lá saem... é amor para toda a vida. Além de muito carinho, boa alimentação, brincadeiras e a rotineira ida ao veterinário, estes gatos dão pouco trabalho na sua manutenção. A pelagem do Somali é caracterizada pelo "ticking" ou seja: cada pêlo tem uma alternância de 3 ou mais nuances de côr que vão do bege-claro quase branco até ao preto. Como é um gato de pelo médio/curto necessita apenas de ser escovado 1/2 vezes na semana e de tomar banho quando os donos acharem ser necessário. O manto e a cor de um gato Somali atinge o seu pleno esplendor aos dois anos de idade, pelo que é um prazer durante este tempo todo, ver o gato ficar cada dia mais bonito.

© 2020 by Mônica Sánchez

(11) 99219-8449

Cotia/SP - Brasil

maalumkali@gmail.com

  • Instagram - Black Circle
  • Facebook - Black Circle

Since 2014